Segredos

A minha foto
aqui deixamos a nossa marca. deixem a vossa também... mail: 7pecadilhos@gmail.com

Espreitadelas no buraco da fechadura

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

B52 - O Minete e o Cunnilingus

Ele saiu. 
Ficámos as duas.
Deixei-me cair no sofá e ela em mim.

Os lábios dela são qualquer coisa muito guloso… 
Ainda hoje quando recordo aquela pele branquela aclareando o meu bronzeado temporário, os corpos quentes na frescura da napa branca do sofá; a suavidade das duas peles femininas; as mesmas curvas escorregadias; os volumes que se disputam; as mechas de cabelo caídas; duas mamas que se amassam, duas bocas entreabertas de desejo e inebriadas pela aventura, pelo desconhecido...

O arfar…

A menina afoita não se demorou em beijos nem em apalpões e eu também não queria nada disso… a menina desceu e eu pedi que descesse ainda mais um dedinho de conversa. Ah!... língua! Huuummm… e o gemido saiu sem querer, as pernas fraquejaram e ela continuou como se nada fosse. Mostrei-lhe o caminho insinuando  o meu monte de vénus. 
Cruzámos os olhares uma da outra.

Ainda hoje aquela noite (ou aquela mulher?!) me causa o mesmo arrepio que naquela madrugada já longa…

Ironias, ironias…

Não era o toque dele mas era bom.
Mas senti falta da língua abusada dele. Dos dedos dele - mais grossos, mais sábios, conhecedores e exploradores afincos do meu corpo; da sua saliva; do seu sabor. Aliás, estranhei muito o sabor dela porque era mais agridoce que o dele, tinha um travo qualquer a que não sei se me viria a habituar. 
O Poeta costuma ter razão num mundo sem nexo mas até podia ser o caso de «Primeiro estranha-se, depois entranha-se». Bem… se fosse para ser talvez não tivesse que ser realmente. 

Vou atrever-me, também aqui, que ele sim!, ele faz-me um cunnilingus maravilhoso, não desdenhando de todo, do minete dela para mim…  mas… aquela língua dele dá comigo em doida! Plana, molhada, demorada… côncava, seca, viva no ponto certo, na hora certa – são orgasmos violentos, intensos!


Ele voltou. Estancou à porta, confessou dias depois, que quase não se conteve em apreciar-me na minha entrega. 
Confessei-lhe que não estava totalmente ali.

2 comentários:

carpe vitam! disse...

Não me parece que seja fácil, para um homem ou para uma mulher, acertar à primeira e ser melhor do que quem já conhece. Mau seria se assim fosse. Ou não. Mas continua...

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)